Loading

António Espinha

O Autor

António Espinha nascido em 1970 em Lisboa. Todas as minhas origens familiares estão na zona raiana da Beira Alta, onde vivo desde há 25 anos.


Sou licenciado em Biologia e em Engenharia Florestal.


Ser guarda florestal é a minha profissão de sonho, porque gosto de trabalhos eminentemente práticos, e proteger as florestas autóctones é meu maior ideal de vida. Sou criador de burros da raça mirandesa, faço artesanato e escrevo nos meus tempos livres, pratico equitação e corrida de meio fundo e sou atleta federado. Estudo algo de geografia e sobre o clima pois vivo neste posto meteorológico que é o monte onde vivo.


De certa forma foram as invernias ventosas e medonhas que se fazem sentir neste rochedo que me fizeram começar a escrever poesia, depois de anos a escrever relatórios e livros técnicos.


Enfim resumindo sou um biólogo apaixonado profundamente pela conservação da natureza e em particular por esta terra raiana.

 

Escrever?

Comecei a escrever há uns 10 anos, sobretudo para expressar as magoas da existência, urbana, rural, as minhas experiências, as paixões não correspondidas. Por outro lado no papel de neo-rural, camponês a viver nas ruinas místicas de um castelo a 800 m, surgiu-me também o gosto de documentar a vida nestas rochas, as penedias, os pássaros, os burros, o mistério da paisagem e da fronteira, a imensidão da meseta castelhana que chega até aqui e que me invade constantemente.



Compilei no presente documento uma amostra de poemas, mini-contos ou como se lhe possam queiram chamar. Foram escolhidas a partir de um blogue que não é público, mas a sua disposição é algo aleatória.